quinta-feira, 9 de novembro de 2017

REFLEXÃO: DEGRAIS, SEGUNDO LUTHER KING


Suba o primeiro degrau com fé.
Não é necessário que você veja toda a escada.
Apenas dê o primeiro passo.


(Martin Luther King)

Resultado de imagem para SUBIR degrau

MÚSICA: CANTO, SEGUNDO CROMBIE

CANTO
(Banda Crombie)

Canto coisas simples, que alguém me contou
Canto a beleza que o olhar notou
Canto o que eu não via e o que pra mim se revelou
Canto a alegria, sei pra onde vou

Canto a esperança que não morre,
A paz que sinto no meu coração.


ARTIGO: FÉ E CIÊNCIA - UM DIÁLOGO NECESSÁRIO

FÉ E CIÊNCIA: UM DIÁLOGO NECESSÁRIO
(Por Ivenise T. Gonzaga Santinon* e Francisco Salles C. Gomes** – Jornal PUC Campinas – 28/05/15)


Resultado de imagem para fé e ciência


A relação entre Fé e Ciência para algumas pessoas causa certo conflito e as discussões envolvendo esse tema não costumam, muitas vezes, acabar bem. A Fé e a Ciência têm uma história de guerras, de conflitos e de tensões e, por isso, há quem diga que ambas não se conciliam, mas elas são importantes por estarem presentes nos fatos e na vida de todos nós.

Como alguns dizem: “a Ciência nos ajuda muito a pensar, mas a Fé nos ajuda muito a viver melhor”. A Fé está ligada diretamente a Deus, ao sobrenatural, transcendendo verificações e comprovações científicas feitas por métodos experimentais de laboratórios. Para os que creem, a Fé tem uma relação direta com a sua alma, seu espírito, sua vida.

A Ciência busca explicações de fenômenos e comprovações por meio da observação e do conhecimento das leis naturais. Com o método empírico, há grande compreensão do universo natural e, consequentemente, um enorme progresso para a civilização, fruto das descobertas científicas.

A Ciência ocupa também um papel de desmistificação de “crenças” e de “tabus” por meio de procedimentos lógicos e de compreensões dos fenômenos e, para alguns, de desmistificação também da própria Fé. Assim, a Fé e as Ciências, sejam elas humanas ou exatas, convivem em harmonia e em cooperação, não se contrapõem.

Muitas das discussões sobre esse tema acabam evidenciando uma lógica, uma argumentação e um método que se apoia na Ciência (causa e efeito) para uma comprovação, o que é muito bom. Mas o que se nota nessas discussões e diálogos, é que naqueles que têm uma Fé sem profundidade da sua reflexão, apenas creem e mais nada.

Para os que são das Ciências Exatas e tem Fé, os fenômenos físicos observados diante de uma metodologia científica causam beleza, admiração e lógica expressando toda a “criação”; para os que não creem, os fenômenos apresentam apenas grande beleza. Em junho de 2013, o Papa Francisco, na Encíclica Lumen Fidei afirmou que a fé desperta o sentido crítico e deve alargar os horizontes da razão para iluminar melhor o mundo que se abre aos estudos da ciência.

A religião e a ciência tornam explícita a essência humana e afetam o comportamento de indivíduos e populações, sendo que enquanto a ciência experimental promove o bem-estar material por meio das invenções, dos avanços tecnológicos e de descobertas, a religião deve promover o equilíbrio espiritual tanto no âmbito individual quanto no campo político e social, por meio dos bons costumes, do caráter das virtudes e da ética.

Assim, com a religião e a ciência se busca encontrar um significado para o dia a dia, para a vida e, tudo ao nosso redor pode ser muito mais significativo quando harmônico, quando se busca o diálogo entre religião e ciência.

Por isso, para uma melhor compreensão do diálogo entre Ciência e Fé, precisamos primeiramente lembrar que ambas são características humanas, ou seja, antropológicas e que por elas os seres humanos buscam respostas às questões fundamentais da sua existência e vale observar que: elas possuem “espaços” conceituais distintos, mas não opostos; ocupam “lugares” diferentes, mas com muitas intersecções.

*Prof. Dr. Francisco Salles C. Gomes é docente na Faculdade de Engenharia Elétrica da PUC-Campinas;

**Profa. Dra. Ivenise T. Gonzaga Santinon é docente na Faculdade de Engenharia Elétrica e na Faculdade de Teologia da PUC-Campinas.

REPORTAGEM: DOCUMENTÁRIO ENTRE FÉ CRISTÃ E CIÊNCIA

Diálogo entre fé cristã e ciência é tema de documentário
(Por ABC² - 30/01/17)

Trailler do Documentário


Algumas pessoas veem a ciência e a religião como inimigas, em guerra pela liderança de nossa cultura moderna. Outros veem a ciência e a religião como aspectos da vida totalmente separados e independentes.

No entanto, a ciência não é a única fonte de fatos e a religião vai além do reino dos valores e da moral. Na verdade, a religião pode ter um impacto positivo sobre a ciência, como ocorreu no desenvolvimento da moderna ética médica. Muitos cientistas do passado, por exemplo, eram cristãos devotos, assim como o são alguns líderes no meio científico de hoje.

Por outro lado, a ciência também pode melhorar a vida espiritual dos crentes. Os cristãos se alegram em descobertas científicas que revelam a glória de Deus, o Criador.

Para responder a algumas das principais questões acerca da interação entre fé e ciência, a Associação Brasileira de Cristãos na Ciência (ABC²) vai lançar em fevereiro o documentário O Diálogo Entre Fé Cristã e Ciência no Brasil. Especialistas nacionais e internacionais de várias áreas participaram do documentário e deram sua opinião sobre o tema.

“Ciência e Teologia têm coisas a dizer uma à outra, uma vez que ambas se preocupam com a busca da verdade, alcançada por meio da crença fundamentada. Os participantes do debate entre ciência e religião empregam diversas estratégias, dependendo do que procuram – confronto ou harmonia. Uma série de considerações mostra que a hipótese da independência entre ciência e teologia é muito ingênua para ser convincente.

“Como?” e “Por quê?” são questões que podem ser levantadas simultaneamente e, muitas vezes, ambas devem ser consideradas se quisermos obter uma compreensão adequada da realidade.

Um bule ferve tanto porque o gás em chamas aquece a água quanto porque alguém quer preparar um chá. As duas questões são, sem dúvida, logicamente distintas, e não há uma conexão inevitável ligando as duas respostas, embora deva existir um grau de consistência entre elas. Colocar o bule no refrigerador com a intenção de fazer chá não faz muito sentido” – John Polkinghorne, teólogo e físico.

O documentário está sendo aguardado com expectativa por todos. Entre os entrevistados estão: físicos, engenheiros, teólogos, filósofos, professores, e muito mais.

Assista ao Documentário


Você pode conferir informações sobre a associação no site: 

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

REFLEXÃO: ESPIRITUALIDADE, SEGUNDO RIBEIRO

Resultado de imagem para compartilhar

"Espiritualidade é agir, doando-se para as pessoas, percebendo que as outras pessoas existem também, e são exatamente como você. Partilhar sua vida é, realmente, se interessar pelos outros, sendo mais solidário e partilhando essa alegria de viver, essa energia de sua alma, com seu semelhante".

(RIBEIRO, Nuno Cobra. A Semente da Vitória. São Paulo: SENAC, 2000. 37p.)